Skip to content

Sua avaliação foi positiva, parabéns!

outubro 21, 2010

Ola pessoal, como podem ver chegou o dia da entrevista, o dia mais esperado por nos a pelo menos 12 messes (exatamente 6 messes de espera não oficial e 6 messes de espera oficial). Acreditem, por mais que eu reveja a cena na minha cabeça varias e varias vezes, converse com a Karina, na minha opinião apenas uma palavra pode descrever esse evento: “Surreal!” . Calma antes deixa dar a boa noticia! Sim fomos aceitos pelo Quebec! Eeeee!

Agora porque o surreal? Bom, quando você vasculha por relatos na internet você le de tudo, mais a maioria dizem que é tranqüilo, e isso e aquilo. Sim, isso é verdade existe uma energia muito positiva da entrevistadora (que sim quer que você passe) e todos são muito educados e cordiais no escritório. Mais a atmosfera é de pura tensão, a adrenalina vai a 1000%, pois esse é o momento da verdade, esse é o momento que todo seu esforço, dedicação, dinheiro, tempo, comprometimento, paciência e vários etc. são colocados a prova, e ao menos que você seja um robô , isso sim irá te influenciar, mesmo que você fale Frances fluente de trás para frete! rs

Para ser mais analítico, sim se você dividir o tempo da entrevista, 2/3 do tempo ela passa verificando os documentos (linha por linha!) e o restante testando seu conhecimento do Frances e inglês (inglês caso conste no seu dossiê).

Acredito na frase “muito ajuda aquele que não atrapalha” minha dica não é sobre macetes para “se dar bem”, pois isso não existe, e explico o porquê.  A entrevistadora é um profissional treinado e com absoluta certeza estuda seu dossiê, e com mais certeza ainda, desenvolve antes da entrevista perguntas que ela (ou um grupo de pessoas do escritório do Quebec) considera importante que irão lhe garantir ou não a pontuação necessária para fechar a conta. Por que conclui isso? Porque no nosso caso, ela explorou igualmente o Frances tanto do requerente principal (Karina) como o meu, não fez perguntas que julgávamos essenciais, e não se aprofundou em temas que julgávamos primordiais também. Mas veja bem, o que pode se concluir com isso também é que cada caso é um caso, você pode ser mais explorado ou sair apenas respondendo um simples “Pourquoi voulez-vous aller au Québec?

Para completar, minha sugestão é foco no plano de imigração que você montou ou esta montando, imprima toneladas de papel se for preciso, faça anotações, faça marcações nesses papeis, imprima mapas coloridos etc.  Quanto ao Frances, sinceramente não sei dizer ao certo quanto é suficiente para a entrevista, pois como conclui acima cada caso é um caso, não existe um padrão ou “geralzão”, porem se você estiver apto a responder exatamente todas as 50 a 100 questões que todos nos estudamos com certeza esta em um bom nível.

Não sei se falei muito, ou se falei pouco a verdade é que a ficha ainda não caiu e nem comemorar conseguimos ainda, mais uma coisa é fato;  todo o esforço é recompensador, a sensação é de êxtase de realização! e tudo  (esforço, dedicação, dinheiro, tempo, comprometimento, paciência e vários etc. ) tornam apenas o momento mais recompensador e exclusivo, Sim!  todos que mandaram um dossiê, foram convocados, estudaram muito, fizeram a entrevista e foram selecionados sintam se exclusivos porque tudo isso, é para poucos! E  para os que apenas assistiram a uma palestra ou estão ouvindo falar sobre o Quebec agora, que sintam se motivados a alcançar esse goal!

Abraços!

Eduardo e Karina

P.S* sintam se a vontade para mandar email responderei a todos com maior prazer!

Anúncios

From → Processo

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: