Skip to content

A Escolha

fevereiro 1, 2010

Recentemente participei de uma palestra no consulado do Canadá que em partes não tem muito haver com o fato de imigrar para Quebec, eles tratam de forma geral, todos os processos de imigração que o Canadá disponibiliza (que são muitos). O palestrante apenas de ser e não ser, muito experiente, chegou a um ponto crucial durante a palestra, que para mim foi o que valeu a pena:

“As pessoas migram pelos motivos errados querem fugir dos seus pais pelos problemas sociais e falta de oportunidades… após isso ouve um rebate dessa afirmação de uma pessoa dizendo que durante os anos de guerra as pessoas fugiram e conseguiram vencer nesses pais com muito trabalho, e que no final todo imigrante de alguma maneira esta fugindo de alguma coisa…”

É  claro que o palestrante encontrou um meio para fugir desse argumento que do seu lado é ter pessoas que irão realmente  contribuir com o crescimento do Canadá e não apenas viver por um tempo e depois voltar, e por outro lado (a da pessoa) é que não existe uma maneira de se imigrar pelo motivo certo, e que se as pessoas no começo do século se pergunta sem talvez agüentariam ate o termino da guerra  e talvez as grandes potencias não seriam o que são hoje.

Tendo dito isso, posso afirmar que “meu motivo certo” surgiu apos eu e minha namorada sentarmos e nos perguntarmos: Onde estamos? e para onde vamos?  Apesar de todas as diferenças que todos os casais têm, somos muito parecidos e decidimos que não queríamos viver mais em uma cidade/pais que esta morrendo de dentro para fora São Paulo/Brasil, onde cada vez menos se reconhece o esforço e trabalho, acreditamos que temos muito a oferecer como pessoas, cidadãos e profissionais e aqui nunca teremos reconhecimento sobre nada disso, é como nadar contra maré, é o mesmo sentimento que enquanto você guarda o seu papel da sua bala no bolso você vê outros sujando as ruas. Meu motivo certo é que eu sou uma pessoa com consciência ambiental, cultural, educada e quero viver em uma sociedade com os mesmos valores onde sabem que o som ultrapassa as paredes e talvez a quem esta do outro lado pode não ter o mesmo gosto que o seu (exemplo bobo que me veio na cabeça).

Bom desabafo aparte, é assim que começo, contando meu motivo certo.

Anúncios

From → Preparação

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: